O Festival de Cinema começa hoje! Sim, o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, lindo nome, representa um dos mais importantes momentos para a criação cinematográfica nacional  a cada ano. Esta é a 50a. edição!

Tenho muito orgulho, como político ligado à cultura,  de ter contribuído para o sucesso deste Festival em alguns momentos. Faço questão de destacar duas destas contribuições.

Em 1996, eu estava na Presidência da Câmara Legislativa e um dia recebo uma convocação do Silvio Tendler, que na época era o Secretário de Cultura do DF. O governador era Cristovam Buarque.

Tendler queria me fazer uma sugestão, que na verdade era uma convocação. Propôs que a Câmara Legislativa criasse uma prêmio para os filmes que tivessem alguma relação com Brasília. Ele justificava que o Legislativo local precisava se envolver com o fazer cultural da cidade e que esta seria uma forma de ajudar…

Ele sabia de meus compromissos com a cultura, e em especial com o cinema, pois desde o primeiro momento em que eu cheguei em Brasília, me envolvi diretamente com o segmento cultural. Logo nos primeiros dias na Capital eu já estava participando do Cine Clube Olhos D’Àgua, nas quadras 415/416 norte. Foi dali que surgiu o Parque Olhos D’Àgua, criado pela luta dos moradores daquela região e transformado em Lei através de um projeto de minha autoria, como deputado distrital. Posso dizer que, em Brasília, o cinema criou um parque!

Foi a partir daquela sugestão do Secretário Silvio Tendler que eu viabilizei a aprovação do Prêmio Câmara Legislativa para filmes que tivessem alguma relação com a cidade, fosse locação, participação de artistas, equipes técnicas, etc… Posteriormente, este prêmio passou a ser concedido para filmes locais dentro da Mostra Brasília. Neste ano, são 17 os participantes, que disputarão 13 prêmios que somam 240 mil reais.

Outra contribuição significativa para o Festival foi feita de forma indireta. No governo passado, eu estava na Secretaria de Habitação, que gerenciava o Fundo de Desenvolvimento Urbano, Fundurb. Este Fundo poderia, dentre outras coisas, aplicar recursos para a recuperação de prédios do governo.

Foi aí que o Secretário Hamilton Pereira e sua equipe me convocaram para ajudar na reforma do Cine Brasília. Mobilizamos toda a equipe do Fundurb para viabilizar aquela obra e conseguimos colocar recursos que ajudaram na devolução  do Cine Brasília para nossa cidade.

Foram mais de 3 milhões de reais que possibilitaram a volta do Festival para este local, considerado por muitos como um dos mais apropriados para este evento.

A cultura sofre com falta de recursos na maioria dos governos e em muitos momentos é a área mais prejudicada pela ausência de compromissos dos governantes.

Nos momentos em que eu estive em funções e cargos públicos, uma das minhas preocupações centrais era apoiar a cultura. Fiz isso em muitos momentos e de diversas formas, mas em especial pude contribuir para o mais importante festival do cinema brasileiro, o nosso Festival. Isto era minha obrigação, sei disso, mas cumpri com profundo orgulho!

Viva o Cinema Brasileiro!!!!  Viva o Festival de Brasilia!!!

Comentários

Comentários